Close
Metadata

@InProceedings{SilvaChou:2020:CoAtFa,
               author = "Silva, Marcely Sondermann da and Chou, Sin Chan",
          affiliation = "{Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)} and {Instituto 
                         Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)}",
                title = "Condi{\c{c}}{\~o}es atmosf{\'e}ricas favor{\'a}veis {\`a} 
                         forma{\c{c}}{\~a}o de ressacas",
            booktitle = "Resumos.../P{\^o}steres",
                 year = "2020",
               editor = "Galetti, Giovana Deponte and Sena, Caio {\'A}tila Pereira and 
                         Mand{\'u}, Tiago Bentes and Jacondino, William Duarte and Alves, 
                         Laurizio Emanuel Ribeiro and Afonso, Eliseu Oliveira Afonso",
         organization = "Encontro dos Alunos de P{\'o}s-Gradua{\c{c}}{\~a}o em 
                         Meteorologia do CPTEC/INPE, 19. (EPGMET)",
            publisher = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
              address = "S{\~a}o Jos{\'e} dos Campos",
             keywords = "Ressacas, mudan{\c{c}}as clim{\'a}ticas, agrupamento.",
             abstract = "As zonas costeiras est{\~a}o entre as {\'a}reas mais 
                         vulner{\'a}veis aos impactos das mudan{\c{c}}as clim{\'a}ticas. 
                         Santos {\'e} uma importante cidade costeira do Estado de S{\~a}o 
                         Paulo e sua vulnerabilidade {\`a} variabilidade e {\`a}s 
                         mudan{\c{c}}as clim{\'a}ticas est{\'a} relacionada a sua alta 
                         densidade populacional e {\`a}s importantes atividades 
                         econ{\^o}micas, como a presen{\c{c}}a do maior porto da 
                         Am{\'e}rica do Sul. Eventos de ressaca t{\^e}m se tornado mais 
                         frequentes desde o final dos anos 90, conforme registrado por 
                         observa{\c{c}}{\~o}es ao longo da costa do Estado de S{\~a}o 
                         Paulo, podendo causar transtornos {\`a} navega{\c{c}}{\~a}o e 
                         {\`a}s atividades portu{\'a}rias. O objetivo do presente 
                         trabalho {\'e} caracterizar as condi{\c{c}}{\~o}es 
                         atmosf{\'e}ricas de grande escala favor{\'a}veis {\`a} 
                         forma{\c{c}}{\~a}o de ressacas no litoral de Santos. Esse 
                         fen{\^o}meno pode ser definido com base na altura significativa 
                         da onda, Hs, e no seu tempo de perman{\^e}ncia. Neste trabalho, 
                         considera-se ressaca quando Hs {\'e} igual ou superior a 2,5 
                         metros e possui dura{\c{c}}{\~a}o de pelo menos 24 horas. 
                         S{\~a}o utilizados dados hor{\'a}rios de onda (altura 
                         significativa da onda) e atmosf{\'e}ricos (press{\~a}o ao 
                         n{\'{\i}}vel m{\'e}dio do mar, intensidade e 
                         dire{\c{c}}{\~a}o do vento) provenientes da rean{\'a}lise ERA5, 
                         com resolu{\c{c}}{\~a}o de 0,5 x 0,5 e 0,25 x 0,25, 
                         respectivamente. S{\~a}o encontrados 89 casos de ressaca para os 
                         meses de maio utilizando o per{\'{\i}}odo de 1981 a 2010 (clima 
                         presente). Para identificar os padr{\~o}es atmosf{\'e}ricos, 
                         utiliza-se a t{\'e}cnica de agrupamento conhecida como K-means 
                         que particiona o conjunto de casos de ressaca em um n{\'u}mero de 
                         grupos onde cada evento pertence ao grupo mais pr{\'o}ximo da 
                         m{\'e}dia. S{\~a}o encontrados tr{\^e}s padr{\~o}es 
                         atmosf{\'e}ricos favor{\'a}veis {\`a} forma{\c{c}}{\~a}o do 
                         fen{\^o}meno para o m{\^e}s de maio. O primeiro padr{\~a}o 
                         {\'e} caracterizado pela presen{\c{c}}a de um ciclone no litoral 
                         de Santos com ventos paralelos {\`a} costa e com intensidade 
                         superior a 8 m/s. O segundo, com 23 casos, apresenta uma pista de 
                         ventos no oceano com velocidade superior a 8 m/s, formada por um 
                         sistema de alta press{\~a}o ao sul e uma baixa press{\~a}o ao 
                         norte no Oceano Atl{\^a}ntico Sul. Neste caso, os ventos incidem 
                         perpendicular {\`a} costa de Santos. O terceiro padr{\~a}o 
                         apresenta o maior n{\'u}mero de eventos (58 casos) e {\'e} 
                         caracterizado por ventos de sudoeste provenientes de uma alta 
                         press{\~a}o sobre o continente.",
  conference-location = "Online",
      conference-year = "16-19 nov. 2020",
             language = "pt",
         organisation = "Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)",
                  ibi = "8JMKD3MGPDW34R/43MJ6SS",
                  url = "http://urlib.net/rep/8JMKD3MGPDW34R/43MJ6SS",
           targetfile = "INT_OCEAN-ATM_MARCELYSONDERMANN - Marcely Sondermann.pdf",
                 type = "Intera{\c{c}}{\~a}o Oceano-Atmosfera",
        urlaccessdate = "2021, Jan. 16"
}


Close