Fechar
Metadados

%0 Thesis
%4 sid.inpe.br/jeferson/2004/06.16.14.30
%2 sid.inpe.br/jeferson/2004/06.16.14.30.01
%A Costa, Aracy Mendes da,
%T Estudo do comportamento da densidade eletrônica da baixa ionosfera durante absorção da calota polar em altas latitudes no Hemisfério Sul e na região da anomalia geomagnética do Atlântico Sul
%D 1989
%E Pinto Júnior, Osmar Pinto (presidente),
%E Piazza, Liliana Rizzo (orientadora),
%E Barreto, Luiz Muniz,
%E Walter, Fernando,
%E Kaufmann, Pierre,
%E Abdu, Mangalathayil Ali,
%E Kantor, Ivan Jelinek,
%8 1989-09-18
%J x
%I Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
%C São José dos Campos
%K baixa ionosfera, densidade eletrônica, precipitação de partículas, anomalia geomagnética do Atlântico Sul.
%X Neste trabalho apresentamos um estudo do efeito de eventos Próton-Solares (também conhecidos como PCAs) que ocorreram de setembro de 1967 a novembro de 1974, na fase e amplitude dos sinais de frequência muito baixa (VLF) observados no trajeto de propagação NWC (Austrália) - São Paulo (Brasil), que atravessa a região auroral Sul. Nesse período ocorreram mais de cem eventos de diferentes intensidades, dos quais vinte e cinco foram estudados e os mais importantes descritos em detalhes. A comparação entre os resultados obtidos nos dois hemisférios durante dois eventos especiais: de 4 de agosto de 1972 e de 4 de julho de 1974, permitiu um melhor conhecimento dos parâmetros ionosféricos típicos da região antártica. A análise simultânea de trajetos de propagação de VLF transequatoriais recebidos em São Paulo e em Curitiba (Brasil) mostraram também a contribuição significativa da Anomalia Geomagnética do Atlântico Sul na ionização da baixa ionosfera (região D) durante eventos PCA. O resultado mais importante decorrente deste estudo foi a determinação de ajustes diurnos e noturnos da densidade eletrônica utilizando modelos exponenciais para as duas regiões até o momento bem pouco conhecidas como a região antártica e a Anomalia Geomagnética do Atlântico Sul. Estes foram os primeiros ajustes obtidos para essas regiões utilizando unicamente a técnica de propagação de sinais em VLF. Foram incluídas também algumas correlações obtidas entre os desvios de fase observados experimentalmente e os fluxos de partículas (prótons e elétrons medidos simultaneamente através de satélites para as regiões mencionadas). ABSTRACT: In this work we present a study of the effect of Solar Proton events (also known as PCA's) that accurred that accurred from September 1967 to November 1974, on the phase and amplitude records of very low frequency (VLF) signals on NWC (Australia) - São Paulo (Brazil) propagation path, crossing the southern hemisphere auroral zone. Twenty five out of more than hundred events of different intensities that accurred in this period were studied and the most relevant ones were described in details. Comparison of the results obtained in both hemispheres during two particular events: August 4, 1972 and July 4, 1974 allowed a better comprehension of ionospheric parameters typical of the Antarctic region. Simultaneous analysis of transequatorial VLF propagation paths received in São Paulo and Curitiba (Brazil) showed also the significant contribution of the South Atlantic Geomagnetic Anomaly to the ionization of the lower part of the ionospheric D-region during PCA events. The outstanding results of this study was the determination of day and nighttime electron density fitting exponential models to the data analysed for two regions up to now poorly known: the Antarctic region and the South Atlantic Geomagnetic Anomaly. These were the first profiles obtained for these regions using essentially VLF propagation technique. Some correlations between phase deviations obtained experimentally and particle fluxes (prótons and electrons) simultaneously measured by satellite were also inclused for the regions mentioned.
%P 332
%@language pt
%9 Tese (Doutorado em Geofísica Espacial)
%3 5232.pdf


Fechar